Banner topo
Violência

Mãe é suspeita de torturar a própria filha de um ano e sete meses no Piauí

Segundo os médicos, a criança teve uma das pernas quebrada e o crânio aprofundado.

29/10/2019 10h38Atualizado há 3 semanas
Por: Redação Portal C7
Fonte: TV Costa Norte
Fabrícia mãe da criança e Avó da criança torturada
Fabrícia mãe da criança e Avó da criança torturada

Uma criança de apenas um ano e sete meses, foi encaminhada para o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA) onde permanece internada com vários sintomas de agressões pelo corpo. O principal suspeito de cometer as torturas é a própria mãe, identificada apenas como Fabrícia.

O caso foi registrado na cidade de Parnaíba, litoral do Piauí. Segundo informações, a criança deu entrada no hospital no ultimo dia 21 de outubro e seu estado é considerado grave. Para a avó, a mãe disse que a criança tinha sofrido uma queda.

No entanto, informações dão conta, que a criança já vinha sendo vítima de várias torturas há algum tempo. Fabrícia morava com a filha e uma companheira. A avó da criança frisou que por diversas vezes pediu para que a criança fosse morar com ela.

Segundo os laudos médicos, a criança teve uma das pernas quebrada, o crânio aprofundado, orelha cortada e vários hematomas pelo corpo. Informações revelam ainda que cigarros podem ter sido apagados no corpo da criança.

A Polícia Civil vai investigar o caso e por enquanto a mãe está proibida de chegar perto do hospital. A criança aguarda uma vaga em um hospital de maior porte, na capital Teresina.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.