Domingo, 26 de Setembro de 2021
29°

Poucas nuvens

Amarante - PI

Amarante História & Cultura

Famosa 'Casa dos Azulejos' vai compor Museu Casas de Amarante

Uma das casas mais visitadas terá cômodos e móveis da época da colonização aberto para visitação no Museu Casas de Amarante

08/09/2021 às 21h59 Atualizada em 08/09/2021 às 22h04
Por: Diogo Costa Fonte: MN
Compartilhe:

A riqueza arquitetônica de Amarante está fortemente presente nos casarões com janelas bem trabalhadas e coloridas, mas outro elemento arquitetônico se destaca nas edificações: A Casa dos Azulejos, que preserva fachada e parte do piso do século XIX. O casarão é tombado pela Fundac como patrimônio histórico estadual.

De acordo com Irismar Vilarinho, atual moradora da casa, os azulejos foram trazidos da Inglaterra pela família que construiu a casa. A moradora busca manter os móveis que restaram e simbolizam parte da história de Amarante, como a cristaleira, uma mesinha, uma escrivaninha, a mesa principal da casa e os móveis que compõem o dormitório que pertenceu à Ana de Moura Lopes (conhecida como dona Anita) e Amâncio José Pereira Lopes, avós do seu esposo. Antes de residir no endereço, a casa também pertenceu a Edgard Augusto Lopes, filho do casal Lopes.

O dormitório e os móveis, que pertenceram ao casal Lopes, passam por uma restauração e ficarão abertos à visitação como parte do Museu Casas de Amarante, um museu formado por nove estações distribuídas no centro histórico de Amarante. 

A ideia é que, ao chegar à cidade,  o visitante faça um roteiro que começa na Praça das Quintas, passe pelo monumento Alto ‘Da Costa e Silva’ e percorra os casarões da Av. Desembargador Amaral, formando assim um corredor cultural.

As ações do Museu são parte do programa VivAmar, realizado pela Prefeitura de Amarante em parceria com a Secult,  e levam a assinatura do arquiteto Paulo Vasconcellos, que tem expertise em centros históricos e museus.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Prefeitura de Amarante-PI (@prefeituradeamarantepi)

A CASA DOS AZULEJOS 

Construída em 1870 pelo português Alves Noronha, possui planta característica da habitação piauiense chamada morada inteira. Nesse estilo, a casa térrea possui um só pavimento e os cômodos estão dispostos de maneira que as muitas janelas aparecem alinhadas na fachada, junto à porta de entrada.

Uma curiosidade interessante é que seus azulejos, que revestem as fachadas  principal e lateral, foram colocados somente dez anos depois, em 1880, importados da Inglaterra.

Mais curiosidades sobre a Casa dos Azulejos: 

Dirceu Mendes Arcoverde nasceu na casa dos azulejos. O amarantino foi médico e político, eleito governador do Piauí em 1974.

 Existe um dormitório com móveis do século XX, os quais fazem parte do estilo art déco.

 A casa é residencial. O casal Irismar Vilarinho e Luis Augusto Vilarinho vive com a família há mais de 20 anos.

Existe um cômodo da casa alugado para atividade comercial.

Ainda é possível encontrar louças do século XX na cristaleira, também do mesmo século.

Ele1 - Criar site de notícias