Domingo, 14 de Julho de 2024
20°C 35°C
Amarante, PI
Publicidade

Amarante está entre os sete roteiros para curtir turismo histórico no Piauí

Conheça alguns municípios do Piauí que são um convite para quem aprecia turismo histórico.

26/06/2024 às 12h31
Por: Diogo Costa Fonte: Meio News
Compartilhe:

São Raimundo Nonato, localizada a 521 km de Teresina, é um destaque incontestável. Como porta de entrada do Parque Nacional da Serra da Capivara, o município narra a história não apenas do Piauí, mas de toda a humanidade. Desde as pinturas rupestres da era pré-colombiana até a riqueza paleontológica, a cidade é um verdadeiro tesouro.

Continua após a publicidade
Anúncio

Foto

Continua após a publicidade
Anúncio

O Museu da Natureza é outra atração imperdível, contando a história que pode ser vivenciada através de passeios e trilhas ecológicas. A exuberante paisagem da Serra complementa a rica história e o aprendizado proporcionado por suas formações rochosas. O Sítio do Mocó, com seu pequeno vilarejo, é um testemunho vivo da cultura sertaneja.

Amarante é uma cidade impregnada de poesia, história e ancestralidade. O Museu Casas de Amarante, com seus oito belíssimos casarões coloridos, narra a história da população local, fortemente influenciada pelos portugueses. 

Foto

Situada na região centro-sul do Piauí, a 160 quilômetros de Teresina, a cidade nasceu às margens do rio Parnaíba no século XVIII e é berço de importantes políticos e escritores, como o poeta simbolista Antonio Francisco da Costa e Silva. Amarante também abriga o primeiro quilombo reconhecido no estado, o Mimbó, onde o "pagode do Mimbó" é uma das mais ricas expressões culturais do Piauí. No mês de julho, uma vasta programação promovida pelo prefeito Diego Teixeira no festival VivAmar

Oeiras é uma cidade histórica por excelência, tendo sido a capital do Piauí antes de Teresina. Suas igrejas revelam importantes aspectos da história local. Durante a Semana Santa, os ritos religiosos atraem turistas de todo o Brasil. A origem de Oeiras remonta a uma expedição organizada por fazendeiros ao centro-sul do Piauí, entre eles Domingos Afonso Mafrense, que identificaram na região um potencial para a pecuária.

Foto

Assim, Oeiras se desenvolveu a partir de fazendas, tornando-se uma povoação que, em 1695, com a fundação de uma capela dedicada a Nossa Senhora da Vitória, passou ao nível de freguesia. Em 1716, Oeiras foi fundada como município e, em 1759, a Vila da Mocha tornou-se a capital do Piauí. Hoje, Oeiras é uma das cidades mais antigas do estado.

Da Pedra do Sal ao Porto das Barcas, há muito a ser contado sobre o povo piauiense a partir de Parnaíba, capital do menor litoral do Brasil. A cidade surgiu de dois povoados: Testa Branca e Porto das Barcas. Enquanto Testa Branca não prosperou, o Porto das Barcas, anteriormente conhecido como Porto Salgado, floresceu às margens do rio Igaraçu.

Foto

Esse crescimento deveu-se ao grande número de embarcações que utilizavam o local para o transporte de charque e comércio de mercadorias. O Porto das Barcas ainda existe e foi revitalizado, incluindo a construção do Museu do Mar.

O povo de Castelo do Piauí, anteriormente chamada Marvão, foi fundamental na luta pela independência do Brasil. A cidade é também famosa por sua cachaça, produzida em alambiques centenários. Entre as grandes atrações do município estão a Pedra do Castelo, repleta de lendas, pinturas rupestres e misticismo que narram a história dos homens pré-históricos. O Cânion do Poti é outro destaque, permitindo a observação da história geológica de 100 milhões de anos atrás, quando surgiu uma fenda entre o Piauí e o Ceará através da Serra da Ibiapaba.

Foto

Campo Maior, localizada a 83 km de Teresina, é uma cidade impregnada de história. Foi palco de uma das mais sangrentas batalhas pela independência do Brasil: a Batalha do Jenipapo, ocorrida em 13 de março de 1823. O Monumento Batalha do Jenipapo, situado na entrada do município, narra a intensa luta de um povo contra as tropas portuguesas. A carne de sol e o capote com arroz, pratos muito apreciados na cidade, também refletem a história e a cultura do povo sertanejo, que se desenvolveu através das fazendas.

Foto

É claro que Teresina merece estar nesta lista. A capital possui um Centro Histórico que precisa ser preservado, onde os remanescentes de casarões de arquitetura eclética destacam-se como símbolos da identidade de uma cidade jovem com forte vocação para o desenvolvimento. 

O trajeto que engloba a Igreja São Benedito, o Palácio de Karnak, o Theatro 4 de Setembro, além das igrejas Nossa Senhora das Dores e Nossa Senhora do Amparo, evidencia a influência religiosa marcante na região. 

Foto

No Polo Cerâmico do Poti Velho, na zona Norte de Teresina, onde a cidade teve suas origens entre os rios Parnaíba e Poti, peças em argila revelam a ancestralidade dos primeiros habitantes da capital.

Diogo Costa
Sobre o blog/coluna
Nascido em São Paulo (SP), Diogo Costa é o fundador e proprietário do Portal C7, lançado em 9 de novembro de 2017. Com dedicação, ele traz notícias relevantes de Amarante, no Piauí, e também do Brasil. Seu trabalho é fundamental para manter a população bem informada. Seu compromisso é manter todos conectados com as últimas notícias.
Ver notícias
Amarante, PI
30°
Tempo limpo

Mín. 20° Máx. 35°

30° Sensação
5.52km/h Vento
39% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h03 Nascer do sol
05h50 Pôr do sol
Seg 36° 19°
Ter 36° 20°
Qua 37° 18°
Qui 37° 20°
Sex 37° 18°
Atualizado às 10h01
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,93 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,05%
Bitcoin
R$ 343,511,47 +3,63%
Ibovespa
128,896,98 pts 0.47%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias