Domingo, 26 de Setembro de 2021
28°

Poucas nuvens

Amarante - PI

Política & Economia Video

No discurso impactante que estremeceu Brasília, Bolsonaro confirmou o respeito à Constituição

Sem dúvida, colocou a "esquerdalha" em desespero.

11/09/2021 às 23h49 Atualizada em 11/09/2021 às 23h53
Por: Diogo Costa Fonte: Jornal da Cidade Online
Compartilhe:
Reprodução / Instagram
Reprodução / Instagram

No início das manifestações de 7 de setembro, o presidente Jair Bolsonaro fez um discurso contundente.

Sem dúvida, colocou a "esquerdalha" em desespero.

Aos seus apoiadores, ele lembrou os motivos para as manifestações e foi firme ao declarar que não aceitará mais que pessoas joguem fora das ‘quatro linhas’ do jogo democrático. A expressão, já usada pelo presidente, diz respeito à Constituição Federal:

“Vou continuar jogando dentro das quatro linhas, mas a partir de agora não admito que outras pessoas, uma ou duas, joguem fora das quatro linhas. A regra do jogo é uma só: respeito à nossa Constituição, liberdade de opinião e sempre tendo a nossa Constituição, que é a vontade popular, acima de todos”, afirmou ele.

E prosseguiu:

“Estarei com o povo. É o dia de vocês, não o dia do presidente, não é o dia de nenhum político ou autoridade. Hoje é o dia do povo brasileiro, que vai nos dar um norte. Vai nos dizer pra onde o Brasil deve ir."

Bolsonaro destacou que seu papel, nas manifestações, era apenas de porta-voz da vontade popular, e que o país não pode seguir aceitando ser ‘refém de uma ou duas pessoas’:

“Eu apenas hoje quero ser o porta-voz de vocês. E dizer que o que falarmos a partir de agora, estou falando, tem nome de vocês, povo brasileiro. Nosso país não pode continuar refém de uma ou duas pessoas. Não interessa onde elas estejam. Essas uma ou duas pessoas ou entram nos eixos ou serão simplesmente ignoradas da vida pública. Este é o meu trabalho.”

Confira:

Ele1 - Criar site de notícias