Banner topo
Prisão

Greco prende acusados de roubar R$ 1 milhão em celulares da Pintos

O delegado Tales Gomes, coordenador do Greco, vai prestar mais informações sobre as prisões durante coletiva de imprensa marcada para às 7h30, desta terça-feira (09), na sede do órgão.

08/07/2019 22h05
Por: Redação Portal C7
Fonte: GP1
Reprodução
Reprodução

A Polícia Civil do Piauí, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO) e em parceria com a Delegacia de União, efetuou a prisão de Edson Marle Bacelar da Silva, Maycon Araújo de Moura, vulgo Maycon Sapão, e John Leno Bacelar de Carvalho envolvidos em dois roubos.

Os três presos estão envolvidos nos roubos a um depósito das Lojas Pintos, no início deste ano, de onde foram levados aparelhos celulares avaliados em cerca de R$ 1 milhão, e ao Atelier Kalina Rameiro, em abril de 2018, de onde levaram várias peças de ouro, uma quantia equivalente a R$ 8.000,00 e todos os pertences das trinta vítimas que estavam no estabelecimento comercial.

O delegado Tales Gomes, coordenador do Greco, vai prestar mais informações sobre as prisões durante coletiva de imprensa marcada para às 7h30, desta terça-feira (09), na sede do órgão.

Assalto ao depósito da Pintos

Na noite de 24 de janeiro deste ano, bandidos sequestraram o gerente do depósito da Pintos, localizado na Avenida Zequinha Freire, zona leste de Teresina, e o obrigaram a abrir o local. Os criminosos roubaram uma carga de aparelhos celulares avaliada em cerca de R$ 1 milhão.

Cerca de quatro indivíduos armados participaram da ação criminosa. O grupo abordou o gerente na Ladeira do Uruguai, nas proximidades do Max Atacadão. A vítima estava no próprio carro, um Volkswagen Gol de cor prata, quando foi surpreendida pelos criminosos por volta de 21h.

A carga roubada foi recuperada, no dia seguinte, em um sítio localizado no bairro Todos os Santos, na zona sudeste.

Roubo ao Atelier

Seis criminosos fortemente armados realizaram um assalto ao Atelier Kalina Rameiro, situado no bairro São Cristóvão, zona leste de Teresina, no dia 18 de abril de 2018.

No atelier, que também é uma joalheira, os bandidos levaram várias peças de ouro, uma quantia equivalente a R$ 8.000,00 e todos os pertences das trinta vítimas que estavam no estabelecimento comercial.

A dona do estabelecimento teve um prejuízo avaliado em R$ 50 mil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.